twitter


 19 DE MAIO FOI MARCADO COM MUITAS APRESENTAÇÕES DE ALUNOS E EMOÇÕES, PARABÉNS A TODAS AS MÃES QUE FAZEM PARTE DO FAUSTO ARRUDA!





OFICINA DE LEITURA

Está sendo montada a partir das Obras e Escolas Literárias dos conteúdos ministrados em cada série por seus respectivos professores e com base no acervo encontrado no nosso estabelecimento de ensino.

OBJETIVO

Elevar o grau de proficiência do educando nas avaliações internas e externas. Assim como instigar nos educandos o hábito de ler.

PERÍODO : 09 A 11/10/12


REUNIÃO DE PAIS E MESTRES REALIZADA NO
DIA 09/04/2012







ASSUNTOS RELACIONADOS:


  • LOTAÇÃO DE PROFESSORES;

  • LIVROS DIDÁTICOS;

  • UTILIZAÇÃO DO CELULAR EM SALA DE AULA;

  • HORÁRIO DE AULA;

  • FARDAMENTO;

  • ASSINATURA DE ESTÁGIOS;

  • PROJETOS ESCOLARES.


1º LUGAR:
Área: Agrária

Projeto:
Analise da aplicação da lã de vidro reciclada como meio filtrante para a redução da emissão de material particulado originado da queima de combustíveis.
3º LUGAR:
Área: Biológica

Projeto:
Inclusão do Gerenciamento de Resíduos Sólidos no Ensino Aprendizagem de Uma Escola Pública: Em prol da sustentabilidade ambiental.









3º lugar em Ciências Biológicas e Credenciamento para International Conference of Young Scientists (Holanda)‏.

Projeto:

Analise da aplicação da lã de vidro reciclada como meio filtrante para a redução da emissão de material particulado originado da queima de combustíveis.
PROFª. Luciana Mascena
ALUNOS:
FERNANDA TAYNAR TEIXEIRA PEREIRA
FERNANDO GABRIEL FERREIRA DOS SANTOS







NESTA SEGUNDA INICIAMOS NOSSA III GINCANA, COM O TEMA CIDADANIA REFLETINDO VALORES...

“Com o objetivo de envolver toda comunidade escolar em atividades educativas, culturais e de entretenimento, pretende desenvolver com as Turmas de Fundamental e Médio – A Escola Fausto Arruda uma animada gincana. Além do projeto educativo e cultural, a gincana também visa levantar fundos para a festa de aniversario da escola e o dia do estudante.
As turmas de Fundamental e Médio, serão organizadas em equipes, com nomes previamente sorteadas pela comissão, para cumprir tarefas e disputar provas de conhecimento. Ao longo das atividades ocorrerão provas de conhecimento cultural e de competição entre as equipes, elaboradas por professores das unidades.
A equipe vencedora da gincana terá como premiação especial o direito de escolher uma excursão, definida com a direção da unidade e coordenadores da Gincana e professores.

Orientamos a todos os alunos que se engajem nas suas equipes. Esta gincana substitui a nota BIMESTRAL do 2° Bimestre. Todas as equipes Terão duas Notas Na bimestral: Uma Nota individual, avaliada por seus orientadores, mais a nota estabelecida pela colocação na disputa:

1° Lugar Nota 10+Avaliação individual.

2° Lugar Nota 9 + Avaliação Individual.

3° Lugar Nota 8+ Avaliação Individual.

4° Lugar Nota 7+Avaliação Individual.

5° Lugar Nota 6+ Avaliação Individual.


CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

SEGUNDA 27/06 (18:30) - Abertura; Tarefa 1 (faixa); Tarefa 2 (animação); Tarefa 3 (dança);
Tarefa 9 (surpresa).
TERÇA 28/06 (08:30) - Tarefa 6 (quiz); Tarefa 11 (Charge); Tarefa 14 (palestra);
Tarefa 15 (moedas); Tarefa 9 (surpresa).
QUARTA 29/06 (16:00) - Tarefa 10 (peça); Tarefa 12 (alimentos);
Tarefa 13 (bingo - prestação de contas);
Tarefa 17 (interclasse Futebol); Tarefa 9 (surpresa).
QUINTA 30/06 (08:30) - Tarefa 3 (paródia); Tarefa 4 (adivinhe); Tarefa 7 (soletrando);
Tarefa 17 (interclasse Volei); Tarefa 9 (surpresa).
SEXTA 01/07 (16:00) - Tarefa 5 (passeio ciclístico); Tarefa 8 (desfile); Tarefa 16 (bolo);
REALIZAÇÃO DO BINGO (18:30).


Nova rodada de negociação com governador Cid Gomes, quinta-feira (16/06). Assembleia Geral dos Professores, sexta-feira(17/06), às 08h no Ginásio Paulo Sarasate. O Sindicato-APEOC esteve reunido na última sexta-feira (10/06) com o governador Cid Gomes, em nova audiência. O Sindicato da categoria exige do governo a aplicação do Piso Nacional de Salário dos Professores, com a ampliação dos índices de diferença de remuneração, e a reformulação do Plano de Cargos e Carreiras.

O professor Anízio Melo, presidente do Sindicato-APEOC, entende que “o governo do Estado precisa apresentar uma proposta global, já que o Piso Nacional de Salário é uma conquista e tem que ser extensivo a toda à categoria: aos professores de nível médio, graduados, especialistas, mestres e doutores.”

Neste início de semana (terça-feira, dia 14/06), Seduc e Seplag voltam a se reunir com o Sindicato-APEOC para discutir projeções de planilhas, e, na próxima quinta-feira, dia 16/06, acontece mais uma rodada de negociações com o governador Cid Gomes, no Palácio da Abolição. No dia seguinte, sexta-feira, dia 17/06, às 08 da manhã, os professores da rede estadual, convocados pelo Sindicato-APEOC, realizam Assembleia Geral no Ginásio Paulo Sarasate.

Pontos assegurados no processo de negociação com o governador sobre Piso e Carreira

  • Não extinção da classe do professor de nível médio;
  • Manutenção do interstício entre a classe do professor de nível médio e superior (60%);
  • Garantia mínima de reajuste de 45% para os professores graduados em inicio de carreira, extensivo aos professores contratados temporariamente;
  • Descompressão na Carreira (retorno da possibilidade de evolução funcional);
  • Retorno da Gratificação de Incentivo Profissional em percentual variável de acordo com a titulação;
  • Valorização do processo de negociação não enviando a Mensagem nas férias;
  • Efeitos financeiros da tabela (retroativo a junho).

Efetivação de reivindicações

  1. Assinatura do Decreto da Progressão funcional de 2009 e 2010 para 100% dos aptos e publicação no Diário Oficial do dia 09/06/2011. Implantação na folha de junho e pagamento do retroativo a partir de julho, em 05 parcelas mensais beneficiando aproximadamente 5.000 (cinco mil) professores com ganhos imediatos de até 10%;
  2. Assinatura do Projeto de Lei que garante que o professor contratado temporariamente graduado receba salário igual aos professores efetivos, igualmente graduados, e reajuste já em junho de 13% e novo reajuste com o Plano de Carreira de no mínimo 45%;
  3. Assinatura da nomeação de 457 professores concursados. Todos os concursados aprovados (classificáveis e classificados) foram convocados durante a vigência do concurso;
  4. Antecipação de 50% 13º Salário para o mês de junho;
  5. Fim do desconto previdenciário sobre os valores remuneratórios dos professores aposentados, e dos professores que aguardavam aposentadoria na condição de afastados, a partir da folha de pagamento de maio 2011, beneficiando mais de 14. 463 pessoas;
  6. Computador – encaminhamento do projeto para a Assembléia legislativa com 50% garantido pelo governo e 50% financiado com juros mais baixos pela CEF para os professores ativos, aposentados e temporários de forma opcional.

Pontos que continuam em discussão

  • Reserva 1/3 da jornada de trabalho para atividades extra classe. Disse que quer ver o acórdão do SupremoTribunal Federal (aguarda a publicação do acórdão) para se manifestar oficialmente;
  • Interstício de 5% (Governador quer ver impacto na proposta de 4%);
  • Valor do piso proposto pelo Governo é de R$ 1.187,00 na referência 01 do professor de nível médio.
  • Especialista, mestre e doutor – Índices em discussão

FONTE: www.apeoc.org.br

A Educação no Brasil

Loading...

HISTÓRICO DA ESCOLA

A Escola de Ensino Fundamental e Médio Deputado Fausto Aguiar Arruda, sediada à Avenida XXVI, s/nº, Setor “H”, Conjunto Jereissati II, Município de Pacatuba – Ceará, criada pelo Decreto nº 17033 de 11 de janeiro de 1985, com publicação no D.O.E. nº 13893 de 14 de janeiro de 1985 é uma instituição própria de educação escolar pertencente à Rede de Ensino Oficial do Estado, mantida pelo Governo do Estado do Ceará e subordinada técnica e administrativamente à Secretaria de Educação Básica – SEDUC, sob a jurisdição da 1ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação – 1ª CREDE, com sede no Município de Maracanaú, oferecendo Cursos da Educação Básica, na modalidade do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), Ensino Médio e de Educação de Jovens e Adultos pela via de Curso Supletivo para alunos que se encontram com defasagem de aprendizagem, fora da idade própria, de acordo com a legislação vigente.

A Escola de Ensino Fundamental e Médio Deputado Fausto Aguiar Arruda traduz seu objetivo maior através da sua Missão, Visão de Futuro e Valores:

  1. A Nossa Missão é formar pessoas verdadeiramente humanizadas e felizes, ou seja, pessoas com ética, princípios e projeto de vida, para que possam como sujeitos atuar de maneira construtiva, efetiva e responsável na construção de uma sociedade mais solidária.

  2. Visão de Futuro - Seremos uma escola voltada para formação do cidadão garantindo a qualidade do ensino, respeitando e valorizando cada indivíduo de forma participativa e inovadora.

  3. Valores:

    1. Qualidade no ensino – Valorizamos o nosso educando oferecendo a melhor qualidade no ensino;

    2. Respeito à cidadania – Respeitamos cada pessoa dentro da escola, dando oportunidade do exercício da cidadania;

    3. Participação – Trabalhamos em conjunto valorizando a contribuição de cada pessoa da escola e comunidade;

    4. Inovação – Inovamos sempre as práticas efetivas de sala de aula e organização da escola.


Conforme pesquisa em dados firmados nos Relatórios, dividimos em períodos a administração dos seguintes profissionais:

► 1985 a 1986 – Diretora Maria do Socorro Tavares Cavalcante;

► 1987 a 1988 – Diretora Maria Ivanilda da Silva Araújo;

► 1989 a 1995 – Diretora Francisca Gizelia Costa;

► 1996 a 2004 – Diretora Maria das Graças Silveira de Paula;

► 2005 a 2008 – Diretora Eliana Gondim Sampaio;

► 2009 até atualmente – Diretor Carlindo Bezerra da Silva;

De 1985 a 1992, foram foram ofertadas turmas da Educação Infantil a 4ª Série do Ensino Fundamental. Em 1993, ofertamos turmas do Ensino Fundamental II (5ª a 7ª Séries), iniciando em 1996, as turmas de 8ª Série, formando nossos primeiros concludentes do Ensino Fundamental.

Em 1998, foram formadas as primeiras turmas de Ensino Médio, sob a direção da Professora Maria das Graças Silveira de Paula, 05 (cinco turmas) de 1ª Série do Ensino Médio com 233 alunos matriculados. Foi a primeira a introduzir o Ensino Médio no Jereissati, em Pacatuba.

Através do Decreto Nº 25.873 de 10 de maio de 2000, a Escola antes denominada Escola de 1º Grau Deputado Fausto Aguiar Arruda, com a implantação do Ensino Médio, passou doravante a denominar-se: ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DEPUTADO FAUSTO AGUIAR ARRUDA.

Deputado Fausto Aguiar Arruda

Deputado Fausto Aguiar Arruda

Biografia

Fausto Aguiar Arruda nasceu em 19 de dezembro de 1925 na localidade de Barrento no município de Itapipoca, estado do Ceará, entretanto, foi registrado em Massapê, cidade na qual sua família era originada e onde passou a maior parte de sua infância e de sua adolescência. Seu pai, Ricardo José de Arruda era casado em segundo matrimônio com Maria da Conceição Aguiar Arruda da qual Fausto era o segundo filho. Juntos, o primeiro e o segundo matrimônio Ricardo José de Arruda teve 27 filhos. Ricardo era tropeiro, atividade das pessoas que transportavam mercadorias no lombo de burros e jumentos já que naquela época quase não havia caminhões.

Já aos oito anos Fausto passou a acompanhar o pai e os irmãos em viagens de até quinze dias entre o sertão e o litoral norte cearense transportando rapadura, cal virgem, peixe seco, fumo, chapéu de palha e outras mercadorias. Durante muitos anos de sua infância e de sua adolescência esteve envolvido nesta atividade, fato que impediu a sua escolaridade e debilitou sua saúde. Desde criança, portanto, desenvolveu o senso da responsabilidade, do trabalho coletivo e do companheirismo.

Por volta dos 18 anos transferiu-se para Fortaleza onde passou a Trabalhar na Casa Arruda, uma sapataria da qual um de seus irmãos mais velhos era sócio. Aí passou a estudar à noite chegando a concluir o quinto ano primário, hoje fundamental. Daí para frente Fausto passou a ser autodidata. Foi como comerciário, vendendo sapatos, que veio a conhecer Maria Helena Lima Meireles uma jovem do município de Tauá que estudava em um internato em Fortaleza. Após um período de namoro e noivado aconteceu o casamento em 19 de março de 1949. Dessa união que durou até a sua morte nasceram nove filhos, quatro homens e cinco mulheres, todos criados numa vida simples e austera, mas com muita dedicação e centrada, principalmente, na educação pelo exemplo. Seus filhos são, pela ordem de nascimento, Helena Mary, Vera Celi, Fausto Filho, Alexandre Jefferson, Ricardo Antonio, Jackson, Dayse Maria, Denise Maria e Diana Maria.

Após o casamento passa a trabalhar em uma serraria, de onde sai em 1953 para montar a sua loja de móveis denominada de Movelaria Natal instada à Rua Barão do Rio Branco 1303, no centro de Fortaleza. Nesta atividade criou um vasto círculo de clientes, pois, como acreditava nas pessoas, vendia as mercadorias sem exigir o fiador, principalmente para as famílias que estavam chegando do interior e não tinham referência na capital. Esta atitude, por outro lado, não impediu que recebesse muitos calotes, fato que contribuiu para o não desenvolvimento de sua atividade comercial que se encerrou por volta de 1963.

Como autodidata Fausto nunca parou de estudar formando, pouco a pouco, uma grande biblioteca com imensa variedade de livros de autores tanto brasileiros como estrangeiros. Literatura, enciclopédias, dicionários e livros especializados em história, economia, política, sociologia, filosofia, cooperativismo, municipalismo, mercado de capitais, Psicologia e psicocibernética. Em suas leituras ele praticamente dialogava com o autor do livro ao grifar as partes que considerava mais importantes e escrevia ao lado suas impressões, concordâncias e discordâncias.

Quando se dedicava a uma determinada atividade não gostava de ficar na superficialidade: comprava os livros e se tornava, praticamente, um especialista. Foi assim quando participou da fundação da Cooperativa Suburbana de Consumo, iniciativa a qual gerenciou de 1962 a 1968. Da mesma forma quando se elegeu vereador em 1966 e 1972 aprofundou de tal maneira nas questões do município de Fortaleza e no municipalismo de modo geral que passou a ser uma autoridade no assunto. Em 1969, sob o regime militar, a Câmara Municipal foi fechada, interrompendo suas atividades como vereador. Foi trabalhar com mercado de capitais logo após participar de dois cursos de formação passou a ser instrutor dos referidos cursos. Como deputado estadual de 1974 a 1981, debruçou-se sobre o conjunto dos problemas do estado do Ceará com tamanha profundidade que era chamado a discutir questões específicas da educação, da saúde, da indústria, da agricultura e de outras áreas do interesse do povo cearense. Na última etapa se sua vida dividia as atividades parlamentares com o estudo da psicocibernética ou cibernética mental. Numa época em que, no Brasil, quase ninguém falava de neurociência ou de neurolinguística ele já proferia palestras e ministrava cursos sobre as potencialidades do cérebro humano, juntamente com o Neurologista Maurício Benevides.

Seu gosto pela atividade política vem desde a juventude, acompanhando a luta de seu irmão mais velho Francisco Vasconcelos Arruda eleito deputado estadual em 1954 e ajudando ao irmão I!lais novo Manoel Aguiar de Arruda a se eleger vereador em 1962. Acompanhava de perto as lutas nacionais e se engajava nos movimentos de caráter nacionalistas. Com o golpe militar de março de 1964 seus dois irmãos foram cassados e presos pelos militares que passaram a perseguir a todos que lutavam por um Brasil livre do domínio dos latifundiários, da grande burguesia e do imperialismo norte americano. Nas eleições de 1966 ele então se elege vereador, perde a eleição para deputado em 1970, volta à Câmara Municipal em 1972 e se elege deputado estadual em 1974 voltando em 1978, falecendo no exercício do mandato em 1981.
Durante sua atuação tanto como vereador como deputado estadual foi destacado seja por seus colegas seja pela imprensa que acompanhava os trabalhos legislativos como exemplo de um político sério, honesto e incorruptível. Essa postura lhe rendeu vários inimigos entre aqueles que queriam aproveitar a política para tirar benefícios pessoais ou para grupos econômicos. Destemido, ele ocupava a tribuna para denunciar qualquer tentativa de corrupção ou desmando com o dinheiro público, tendo por conta disto recebido, inclusive, ameaça de morte. Também, ao denunciar as torturas, prisões e assassinatos praticados pelo regime militar ele receberia várias ameaças de prisão e cassação de seu mandato pelos chefes militares de então.